Tem outra palavra na palavra
Tem outra palavra na palavra
R$ 43,00
Autor(es): Nani Ilustrador(es): Nani
Tamanho: 20,5x27,5cm Páginas: 32 Faixa Etária: A partir de 6/7 anos ISBN: 9786588584125 Categoria: Tema: Livro-jogo, Brincadeiras/jogos infantis, Descoberta/humor

Este livro, que se insere na linha dos jogos linguísticos, não conta uma história como tradicionalmente se espera, ou seja, com começo, meio, clímax e desfecho. Mas pode suscitar a criação de uma narrativa muito interessante.
Tal linha ou tendência abrange livros que expressam a consciência de que a escrita é um jogo criador e estimulador das potencialidades do pequeno leitor. Neste Tem outra palavra na palavra, o leitor pode, por exemplo, inventar que vê a garça fazendo graça; vê a lhama, e a lhama malha. Malha, mas se atrapalha... e leva o maior escorregão na esteira. E assim, palavras, imagens e ideias vão puxando o fio da história. Quanto mais criativa, melhor!

  • Leitura e descoberta: na canaleta do quadro ou num cartaz de pregas, colocar fichas com letras grandes e isoladas: G,A,L,O. Ler em voz alta a palavra formada. Em seguida, mudar a posição das fichas e formar: L,A,G,O. Ler em voz alta. Mostrar à turma a página do livro GALO NO LAGO. Chamar a atenção para outra palavra que pode ser formada com as mesmas letras: GOLA, e se for suprimida uma letra, tem-se a palavra GOL. Estimular a turma a criar uma pequena história ou cena envolvendo as palavras: o GALO, o LAGO, a GOLA ou o GOL.
  • Divididos em grupos, pedir que escolham uma página e criem oralmente uma história engraçada ou maluca, acrescentando elementos que estejam nas imagens...e outros que não estão, mas que poderiam estar.
  • Perguntar aos alunos se conhecem o significado de todas as palavras que aparecem no livro, pedindo comentários sobre algumas possivelmente menos conhecidas, como: LHAMA, GRAFIA, ALCOVA, OSTRA, ATAZANAR e TOGA. Criar frases oralmente com cada uma delas.
  • Conversar com a turma sobre o autor Nani, conhecido como cartunista, roteirista de tevê e também como escritor de livros (ver biografia). Comentar a diferença entre cartunista e roteirista. Realizar com as crianças pesquisas na Internet e buscar vídeos e entrevistas com o autor.
  • Produção de texto: pedir que cada aluno escreva o seu prenome numa folha A4. Convidar a turma para brincar de procurar palavras dentro dele, como, por exemplo: MARCELA. Mudando a posição das letras, podem ser encontradas as palavras: MAR, ELA, MALA, MAL, CELA, ALA, ERA, AR, RALA, MEL, CARLA, LARA. O uso de fichas com as letras isoladas em caixa alta, como na primeira atividade sugerida, costuma facilitar a tarefa para os alunos recém-alfabetizados. Eles formam as palavras e, depois, a transcrevem na folha A4, uma por uma. Havendo possibilidade, podem ilustrar.
  • Estimular a turma a criar uma história, empregando as palavras encontradas (as que quiserem) e acrescentando outras para dar um melhor sentido. A história pode ser apresentada num pequeno vídeo e compartilhada com os colegas, iniciando assim: “Eu me chamo Marcela. Dentro do meu nome tem outras palavras. Com elas eu inventei uma história. Quer conhecê-la?”
  • Obs: Vale lembrar que prenomes curtos, naturalmente, têm menos palavras derivadas. Se o aluno quiser, pode acrescentar o nome seguinte.